Início > quadrinhos > Pinóquio, o caça vampiros.

Pinóquio, o caça vampiros.

pvs_001

Existe uma certa atração por idéias que aparentemente são insanamente brilhantes. Pinóquio, o caça vampiros de uma forma ou de outra vai chamar sua atenção, nem que seja pra você falar “Mas que bela merda”. Mas idéias desse tipo, funcionam como um ato de contra-cultura em cima da produção artística, principalmente a de quadrinhos. Fábulas, talvez um dos maiores expoentes quando se fala de quadrinho contemporâneo, é a prova disso, os personagens de contos de fadas vivendo no mundo real protagonizam histórias muito mais empolgantes e interessantes do que aquelas pra que eles originalmente foram planejadas. Boa parte disso é culpa de Bill Willingham, que conseguiu criar um universo cheio de humor, violência e, porque não dizer, mistério. Provavelmente Pinóquio, o caça vampiros tenha surgido graças ao sucesso de Fábulas, que mostrou que é viável trabalhar personagens das histórias infantis em histórias mais adultas.

Pinóquio, o caça vampiros acontece após os acontecimentos da história original (relembrada no início da HQ de forma engraçadinha), após viverem felizes para sempre, Pinóquio e Gepeto são atacados por vampiros no que resultou na inevitável morte de Gepeto. Desejoso por vingança, Pinóquio jura caçar cada um deles e dar um fim em sua existência. Ao contrário de Bill Willingham, Van Jasen, o escritor de Pinóquio, o caça vampiros, não tem o mesmo brilhantismo que tornou Fábulas um sucesso, aqui vemos uma história arrastada, com tentativas forçadas de se fazer humor e muito mais do mesmo. Não existe nada aqui que você já não tenha lido antes, até a boa sacada de Pinóquio mentir para que seu nariz cresça e assim ele possa usá-lo como uma estaca, parece artificial. Pinóquio, o caça vampiros funciona exatamento de forma contrária do que ele deveria funcionar e em nenhum momento vemos um rompimento com o que já se alastra há muito tempo ao se falar de ficção, perpetuando o que já estamos cansados de ler. Em suma, Pinóquio é descartável e a prova disso é em seu final com o tradicional momento de revelação ‘bombástica’. Aqui ficamos sabendo que Gepeto é o grande vilão da história, o que já sabíamos desde o inicio, quando ele foi atacado pelos vampiros. Daí você já tira o comprometimento com inovação do autor.

Em resumo, esqueça essa história, você nem precisa se preocupar com isso, porque ela nunca será lançada aqui no Brasil mesmo. Pinóquio, o caça vampiros é mais uma boa idéia que foi desperdiçada, por não ter um escritor que saiba trabalhar a idéia do jeito que ela merece e criar o tom de absurdo e genial que a história precisa. Assim Pinóquio, o caça vampiros, acaba se juntando ao lado de Vampiratas, como as idéias mais ousadas e decepcionantes das histórias de ficção.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: