Archive

Archive for the ‘cinema’ Category

Primeira Foto Man Of Steel – Analise

Eis que hoje entro na internets e dou de cara com as pessoas falando da primeira foto do filme Man Of Steel, (por que por causa do processo que a DC está levando da família dos criadores, o filme talvez não possa se chamar Superman), então eu não pude resistir a tentação de falar de mais uma merda que a DC está produzindo, (por que você sabe, não é o Batman, logo VAI SER uma merda).

Então eu vejo a foto e o que tenho a dizer? HOLLY SHIT!!! Não é uma completa merda.

O meu passatempo favorito é falar mal das merdas que a DC faz com os personagens deles, (eu vou precisar de uma semana pra falar do reboot dos personagens deles em Setembro), mas eu devo admitir que não achei ruim o novo uniforme.

Vamos aos positivos:

Henry Cavill está com um físico esperado do super dos quadrinhos. Pelo menos pelo ponto de vista da foto, nenhuma versão do personagem chegou a parecer com as revistas atuais nesse quesito, (Reeves tinha moral pelo carisma que trazia para o personagem, Roth ficou estranho com o emblema pequeno no peito, o que dava um clima que ele era grande, mas não era o caso).

Algumas pessoas reclamaram do cabelo, que está muito grande. Eu não vi problema nenhum. Não usando um mullet ou aquela coisa horrível que era o Nick Cage, por mim está OK.

A tonalidade das cores estão bem esquema “Dark Knight”, “se você deixar as coisas mais escuras, vão levar você a sério”. Não que isso vá funcionar, mas realmente se destaca da versão Reeves e Roth.

Zack Snyder foi esperto em mostrar uma foto oficial antes que a filmagens levem a milhares de fotos vazadas, o que levariam as pessoas a ver o uniforme não “cinematográfico”. Assim, com tudo destruído, como se fosse um momento de luta, ele pode vender um filme com ação com uma simples imagem.

Engraçado como muitas pessoas falam que ele está com mais com cara de vilão do que herói. E que também está portando uma atitude de “I’M GONNA RAPE YOU”.

Pontos negativos:

Quando falaram o argumento “vamos atualizar o uniforme” eu esperava algo novo. Não colocar ESCAMAS NO UNIFORME!

Pessoas reclamaram que o uniforme do Homem Aranha parece uma bola de basquete. Que tipo de boa esse ai parece? Eu não entendo esse papo de “é alienígena? Então é escamoso”. A desculpa que texturas dão profundidade, É O CARALHO! Se for fazer uma textura, não faça escamas. Ainda mais se for repetir a mesma coisa no escudo do peito. Com todo o trabalho de photoshop nessa foto, ainda assim a iluminação só deixou esse detalhe do uniforme pior.

A “armadura” do novo super da revista funcionaria muito melhor. Afinal, se um alien cai em outro planeta, ele deveria vir com uma roupa especial para se proteger. Se a gente faz isso no espaço, aposto que os Kriptonianos fazem isso também… mas NÃO COM ESCAMAS!!!!

Vamos parar com essa frescura de esconder se ele tem cueca por cima da calça ou não. Agora já saiu que nas revistas ela não vai existir, seria idiota colocar no filme. Se estiver escondendo por que tem… Enfim, vocês já fuderam com toda a seriedade que querem com esse filme.

E por ultimo. Zack Snyder. Eu realmente achei seu ultimo “filme”, (por que Sucker Punch funciona muito melhor como um grande vídeo clipe), uma idéia sua que foi boa no trailer, mas que no longa me deu raiva. O filme todo está nos trailers, e a única cena que realmente me impressionou com o seu talento em direção, foi a batalha contra os androids no trem. Ótima cena… Resto do filme, completa merda.

Sei que você funciona muito melhor quando só adapta a história de terceiros. E mesmo um deles tendo o sobrenome Nolan, o outro, o tal de Goyler. Bem, o cara escreveu e dirigiu Blade 3. Mesmo que ele leve algum crédito pelos filmes do Batman, eu realmente não acredito que ele tenha feito alguma coisa ali.

Sim, eu sou chato. Não gosto da DC. Mas respeito o legado dos personagens no cinema. Superman 1 e 2 são filmes sensacionais até hoje. O personagem tem um potencial enorme para um bom filme, mas sempre alguma coisa dá errado. Eu só estou dizendo tudo que pode acontecer, para poder ser surpreendido ao contrário.

Espero acreditar que um homem possa voar novamente.

Categorias:cinema, DC, Superman

Capitão América – Crítica

“O Primeiro Vingador” foi o ultimo a ter o seu filme lançado, e em um clima de Indiana Jones, onde ação e humor perfeitamente encaixado , me pegaram completamente de surpresa. AMÉRICA! FUCK YEAH!

Como muitos, era um dos que não seguia as revistas do Capitão. Não sentia necessidade de ler um herói claramente de propaganda de uma época em que os seus valores não se aplicam mais. Porém, graças as sagas da Marvel, como Guerra Civil e a sua mais recente “morte”, resolvi dar uma chance. E não me arrependo. Ed Brubaker transformou o “Soldado De Outro Tempo”, em um conto de espionagem, mistério pulp e onde fantasmas do passado só se mostram como inimigos do presente. Elogiado e premiado, não é de se espantar que o filme busca muito de sua interpretação do herói.

O melhor da construção do filme é focar em Steve Rogers. O homem que é mais importante do que a bandeira que veste. Vemos uma interpretação justa de toda a admiração que Steve recebe dos outros heróis nos quadrinhos. Chris Evans domina o filme, surpreendendo todos os que não acreditavam que ele daria conta de um papel tão icônico. A sua atuação convincente e o INCRIVEL efeito de torna-lo um magricela nos fazem acreditar na honra e determinação de um futuro herói. Méritos que fazem com que ele seja escolhido pelo Dr. Abraham Erskine (Stanley Tucci ótimo no papel), que procura e acima de tudo, um bom homem para se tornar o primeiro supersoldado, sendo que em um primeiro teste, o soro somente amplificou a loucura e maldade do primeiro candidato, o Caveira Vermelha (Hugo Weaving que com a maquiagem leva o prêmio de melhor adaptação de visual de HQ de todos os tempos), os lados opostos de uma guerra e ideais.

Caveira busca o poder dos deuses com o Cubo Cósmico de Odin, em uma ligação direta ao universo de Thor e fiel aos quadrinhos, enquanto Steve se torna o supersoldado e a lenda com a ajuda de Peggy Carter (Hayley Atwell, linda e muito bem aproveitada como interesse romântico), General Chester Phillips, (Tommy Lee Jones inspirado em um papel de durão com bom coração), e os equipamentos de Howard Stark (Dominic Cooper pegando traços de Robert Downey Jr, mas no fim fazendo o personagem ser distinto dos trejeitos do filho). Além dos Howling Comandos e seu melhor amigo Bucky Barnes (Sebastian Stan, mostrando que poderia fazer fácil um spin off com o Winter Soldier).

Joe Johnston coloca toda a sua experiência na produção de Indiana Jones e até mesmo em Star Wars, no clima do filme que lembra também em muitos momentos, Rocketeer. Você se pega rindo das piadas muito bem colocadas, da ação em tomadas abertas e acredita no teor levemente retro-futurista de uma segunda guerra na visão do Universo Marvel.

O que tem de errado?

O filme só não é perfeito por poucos aspectos. Em um mundo perfeito, os direitos dos X-Men estariam nas mãos da Marvel, o que iria permitir mostrar Wolverine agindo com os Howling Comandos nas batalhas como foi usado na HQ.

A trilha sonora não empolga, e na verdade não trás um tema a não ser no “momento musical” que é muito bem empregado.

A luta final, faltou um pouco mais de força no confronto.

Nerd Vision:

Agora a parte para aqueles fãs dos quadrinhos buscarem no filme.

1-      Durante a cena da World Fair vemos o primeiro Tocha Humana. Um ciborgue que junto com o Namor e o Capitão viviam as aventuras na Segunda Guerra.

2-      O visual de Arnim Zola, que por um breve instante, aparece em uma tela, remetendo ao seu visual na HQ onde teve sua consciência transmitida para um robô que reproduz o seu rosto.

3-      Fazer uma homenagem ao uniforme original nos momentos em que Steve vira garoto propaganda do exército, e reproduzir a capa da revista N° 1 com a clássica cena do sono na cara de Hilter são momentos muito agradáveis para os fãs.

4-      Na cena do trem, por um breve momento, Bucky pega o escudo do Capitão e atira com sua pistola. Essa é uma tirada para os fãs de Ed Brubaker que recentemente havia transformado Bucky no novo Capitão América, em um traje levemente modificado, com uma pistola, faca e o legendário escudo.

5-      Bucky que pode muito bem ser aproveitado para um futuro spin off ou continuação do capitão, já que no momento em que Steve resgata Bucky, fica no ar que ele sofreu algum tipo de experimento psicológico. Traços do personagem Winter Soldier que nas revistas Bucky se transforma em um assassino russo com um braço biônico. Personagem esse, que o diretor Joe Jonhston se mostrou disposto a dirigir o filme caso a Marvel se interesse.

 

Agora já temos o Soldado, somos fãs do Homem que se construiu a partir do Ferro e conhecemos um Deus nórdico alienígena. Dentro de 1 ano, vamos ver como eles se saem juntos.

Prepare-se para mais adrenalina

O sempre bizarro Efren Ramirez deu com a língua nos dentes e soltou uma informação que fará muito maluco por aí feliz, em algum dia do futuro você poderá assistir Adrenalina 3.

Segundo ele, os diretores dos filmes anteriores Mark Neveldine e Brian Taylor não estão medindo esforços para trazer mais uma coleção de insanidades para as telonas. Ele só não falou se esses esforços envolvem tortura psicológica e muita porrada.

Piada sem graça a parte, Ramirez ainda falou que se Jason Statham não topar mais um filme os diretores pretendem dar tchau e benção para ele e seguir o barco nevoeiro adiante.

Ainda não existe nada certo e por enquanto Naveldine e Taylor estão trabalhando na continuação do infame filme de 2007 Motoqueiro Fantasma.

Categorias:cinema Tags:

The Amazing Spider Man Teaser Analise Uber Nerd.

Bem, agora que saiu oficialmente, vamos falar sobre o teaser do cabeça de teia. Assista:

Agora vamos analisar tudo por alguns pontos importantes:

O tom/clima: Marc Webb sem dúvida foi em outra direção em matéria do feeling do filme. Raimi fez o filme perfeito da memória dele. Um Homem Aranha quase cartoon, (preciso citar os momentos de dança do 3° filme? Acho que não né? Você queria esquecer, mas eles existem ainda), mas ainda assim bem desenvolvido. Piadas com crianças para comer ”suas verduras e fazer exercícios” são naturais para o clima geral do filme. Muita gente ao ver o novo teaser, achou que estão querendo seguir o clima “dark” e “realista” do Dark Knight. A questão é, o teaser só mostra o primeiro ato do filme. Só vemos a vida difícil de Peter, a ultima memória dos pais, (esse que seguindo o clima da versão Ultimate, terão muito mais peso na história), ser um nerd na escola. A vida na escola de Peter de Webb é bem mais “atual” da que Raimi. Eu não faço piadas como Shazam” disse recentemente um dos roteiristas, as piadas do Aranha serão menos cartoon, mas estão lá. Falta 1 ano para o filme, então esperem ver mais do que 1:20 minutos para dizer que o filme é “Dark” ou “Emo”. Em sua origem, Peter só tinha alegria em seus estudos. Foi com o  Aranha que veio a alegria e as piadas.

Peter Webb/ Peter Raimi: Então chegamos ao ponto em que eu mais gosto do clima do novo filme ao contrário dos antigos. Nas revistas, Peter sempre foi um gênio. Não só um garoto muito estudioso como nos filmes de Raimi. Nunca vemos Peter fazer algo realmente cientifico ou genial ao longo dos 3 filmes passados. Discutir partículas com Dr. Octopus só diz que ele sabe muito, porém nunca construiu nada além do uniforme nos filmes de Raimi.

Pelo que pode ser visto pela versão de Webb, Peter vai ser muito parecido com a versão Ultimate, onde ele herda a sua paixão pela ciência, dos falecidos pais que trabalhavam no ramo. E deixaram a formula do fluido de teia incompleta, sobrando para Peter desenvolver o restante e produzir os disparadores de teias, que são mostrados na versão nova. (FODA-SE TEIAS ORGANICAS!). Logo é de se esperar que pelo teaser e o que sabemos, esse será o foco de Webb.

Gwen VS Mary Jane: Todo mundo sabe que Raimi fez homenagens a Gwen com o personagem de Mary Jane no primeiro filme. Fazia sentido, Duende Verde + cena de ação em ponte = Gwen, mas Raimi quis simplificar as coisas e somente usar Mary Jane… até mudar de idéia e trazer Gwen para um triangulo amoroso no 3°. Nenhum problema ai, pelo menos até o 3° filme. Webb resolveu ser mais fiel aos quadrinhos no perfeito motivo que Gwen é a primeira namorada de Peter, e sua importância nos quadrinhos é sentida até hoje no herói como nos fãs. Também fica muito melhor mostrar Gwen sendo a garota estudiosa e até mesmo nerd, mais próximos da HQ do que a versão “modelo de copiadora” que Raimi mostra.

Vilão: Devo dizer que sou muito fã do trabalho de Williem Dafoe como Duende Verde, a cena da conversa com o espelho e o uso da voz para diferenciar as personalidades ficou perfeita. O uniforme nem tanto, mas não dá pra reclamar (muito). Raimi fez um trabalho incrível em fazer um vilão que é um “Duende”, prático para o clima do filme. Parkers e Osborns sempre foram duas famílias que se interligavam entre o amor e ódio.

Eu já havia elaborado uma teoria de como o Homem Aranha 4 deveria ter como vilão o Lagarto, e até mesmo o Kraven poderia aparecer. Por isso não posso deixar de ficar feliz com a escolha de Webb. Além de fazer completo sentido para uma origem, fica claro no teaser que o Dr. Curt Connors vai trabalhar com Peter, (provavelmente Connors era amigo dos pais de Peter, ou quem sabe até mesmo um certo senhor chamado Norman que tem uma companhia na qual Connors trabalha), logo como eu havia pensado, Peter fará parte da experiência que irá criar o soro do Lagarto, que transformará Connors, fazendo assim com que Peter se sinta culpado pelo fato, fazendo com que ele tente salvar o Doutor. A única adaptação feita, foi fazer Connors trabalhar na Oscorp, o resto, totalmente fiel aos quadrinhos.

Uniforme: Nunca tive problemas com o uniforme de Raimi. Totalmente fiel ao original, atualizações simples. O que não é o caso da versão de Webb. O uniforme despertou ódio e fúria para fãs mais puristas. Uma modernização desnecessária visualmente, mas para a diferenciação entre as versões, necessária. Não odiei o uniforme novo. E tenho Senso que reclamar “Como um adolescente sem saber costurar pode fazer um uniforme desses? Deveria ser mais realista” e depois dizer “Essas sapatilhas são idiotas”, é como assinar o diploma de “idiota paradoxo”.

Webb se preparou para isso mostrando uma cena de Peter costurando o que parece ser o primeiro uniforme. Logo, o uniforme final terá um desenvolvimento melhor do que desenhar no caderno e MAGICAMENTE COM A EDIÇÃO, aparecer pronto.

Ação/efeitos: Todos nós ficamos maravilhados com os efeitos de finalmente ver o Homem-Aranha se balançando pelos prédios de NY como as revistas nos faziam imaginar. Raimi marcou uma geração com essas cenas, inclusive eu naquela primeira sessão. Não conseguia acreditar nos meus olhos. Hoje, efeitos como aqueles são “fáceis” de se conseguir, e é praticamente impossível ficar maravilhado novamente com efeitos. O desafio hoje é fazer isso na forma de usar. Vimos Raimi crescer absurdamente do primeiro para o segundo filme em matéria de ação. A luta do Aranha com Octopus é sem dúvida uma das melhores de todos os tempos.

Webb preferiu seguir por um clima menos CG e mais prático, com dubles realmente se balançando entre os prédios. Ainda não dá para saber o resultado dessa nova abordagem. A cena que vemos no teaser busca inovar mostrando o ponto de vista do Aranha, o que deve fazer muito mais impacto ao ser visto em 3D no cinema. (Aos apresados que dizem que o CG dessa cena está uma merda, experimente assistir ela em Full HD e em um monitor que preste, você vai mudar de idéia). Essa cena em si não me deixou impressionado, (e provavelmente só foi feita para o teaser). Gostei da ideia, mas já vi o jogo Mirror’s Edge, então POV não é novidade pra mim. No entanto, estou interessado em ver como Webb vai usar o 3D nas lutas contra o Lagarto e nos passeios por NY.

Resultado: O teaser mostra grande potencial em suas idéias. Atores de respeito e promissores (Emma Stone, my sweet sweet love), um Peter mais “descolado”, (alguém ainda aguenta o Tobey depois do 3° filme?), e um novo rumo para a franquia, sendo em muitos pontos mais fiel que Raimi foi antes.

O reboot foi necessário, por mais que muitos acreditem que não. Mas após o aborto que foi o terceiro filme, (e não venham dizer que não foi culpa do Raimi, quer dizer que ele simplesmente resolveu fuder o filme todo só porque o estúdio queria o Venom? Isso é o que vocês pensam?), não havia como continuar daquele filme.

Buscar um novo começo sendo mais fiel aos quadrinhos é o melhor a se fazer, mas o fato de começar de novo algo que já está na mente e coração de varias pessoas é sempre um perigo.

Webb terá muito trabalho pela frente, uma enorme responsabilidade que herdou com esse poder de recriar a franquia de um herói que hoje é um dos mais famosos. Vamos esperar que como Peter Parker, ele consiga superar todos os problemas e os super-vilões, (críticos de trailers), fazendo um filme que vai nos salvar de uma catástrofe que é os péssimos reboots no cinema.

P.S: Que o prêmio de pior reboot fique com o Superman.

P.S.2: Sim, eu sou fã da Marvel, isso é um blog e eu não sou critico de cinema. DEAL WITH IT!

Emma Watson – A bela

Finalmente Harry Potter chegou ao fim e ano que vem não irei nem ler a sombra de seu nome (\o/). Seguindo adiante, temos a informação de que a única coisa boa que saiu desse filme, Emma Watson, irá estrelar a adaptação da história infantil A Bela e a Fera nos cinemas.

Ainda não se tem nada muito concreto sobre o assunto, mas dizem que Guilherme del Toro irá produzir. Isso significa que o filme pode ser bom ou uma porcaria (dãã).

Dizem as más línguas que esse post foi só pra conseguir visitantes com toda essa balburdia em cima do último filme do Harry Potter. Eu não confirmo nem nego, só digo que é por aí.

Capitão Planeta – o filme

Para não passar um dia em branco eis que roubarei uma notícia do omelete.

Segundo consta, o Cartoon Network junto de um produtor de Transformers (tinha que ser) irão espalhar o caos e pregar mensagens de preservação ecológica no cinema.

Para quem não era vivo na época, Capitão Planeta era um desenho da TV Colosso que contava as aventuras de um super herói que surgia da união dos anéis (?) de poder de cinco jovens, ou seja, quando os cinco, que eram representantes das forças primordiais: terra, fogo, vento, água e coração(?) ,juntam seus anéis (?), surge este ser super poderoso para enfrentar vilões como Porco Greedly, Verminoso Escória, Matreiro e Dr. Duke Nukem.

Vou me abster de fazer qualquer comentário sobre o desenho porque eu tinha uns 11 anos na época em que ele passou aqui no Brasil. Naquele tempo eu ainda não era esse rapaz incrível que sou  e não possuía nenhum senso crítico. Mas lembro que eu achava o desenho uma porcaria.

Enfim, com tanta gente passando fome vão fazer logo um filme do Capitão Planeta.

Pra encerrar vou dar um Ctrl + C ; Ctrl + V na cara de pau na declaração de alguém que eu não to com a menor vontade de dar crédito:

“As mensagens do Capitão Planeta estão mais atuais do que nuncaSentimos que essa equipe pode trazer o primeiro herói ecológico à vida, em um filme poderoso e não apenas pertinente como divertido.”

É isso aí, bichão!

Categorias:cinema Tags:

Teaser de The Dark Knight Rises: WHAT THIS ALL MEANS?

Vamos começar com o teaser do Dark Knight Rises ai:

Looking good!
Mas também não dá pra esperar nada de menos do Nolan. Vamos falar a vedade, O Batman do Nolan não pode ser comparado com qualquer filme de quadrinhos. Por que enquanto todo mundo está fazendo “adaptação de HQ”, Nolan teve o timing perfeito e o personagem perfeito para fazer uma “Adaptação de realidade para HQ”. E sejamos justos, não existe nenhum super herói que dá pra fazer isso além do Batman.

Depois do sucesso do sensacional Dark Knight, Nolan é um dos 5 diretores que literalmente pode fazer o que quiser, que vão dar dinheiro sem perguntas. Se cada herói é medido pelo seu vilão, Nolan é o nosso Batman para o Joker Michael Bay.

DKR promete ser o “fim da lenda Dark Knight”. E colocar o Bane como vilão abre muitas teorias de “matar” o Batman. (Se você está lendo isso aqui, entende de quadrinhos, então eu não vou segurar nada). Bane faz todo o sentido para o universo de Nolan no sentido de “final” mesmo. Bane é o Batman-do-mal-com-esteroides, e literalmente quebra o herói ao meio nos quadrinhos. Se Nolan vai fazer isso para o seu Batman, eu duvido. O nome RISES provavelmente vai chegar ao ponto onde finalmente, depois do final, Batman é aceito como herói por Gotham após passar pelo inferno que Bane trouxe a cidade (com o tema da cidade caindo no teaser e pôster e só símbolo do Batman no topo). Isso seria perfeito para Warner, que depois da “Era Nolan” poderia colocar o próximo Batman mais parecido com uma versão das HQ’s. Mas estamos falando do Batman de Nolan, e o que ele quiser fazer, ele faz.

Logo o que tenho em mente é uma provável morte do Batman mesmo. Afinal, se for para ser o final da trilogia, da saga do Dark Knight, ele deveria cair. Se o Batman era visto como um mito no começo do segundo filme, ao final do terceiro, para ele se tornar uma “lenda” como diz o teaser, ele precisa morrer em uma ultima grande aventura, que será contada em gerações futuras. Pistas disso ficam com o surgimento da Mulher Gato na história. Se ele é visto como um vilão por Gotham, faz sentido uma ladra entrar em contato com ele, sendo assim o homem por trás da mascara, encontra uma mulher e quem sabe amor? Afinal já foi visto que vai existir cenas de Bruce e Selina saindo juntos. Seria interessante fazer um jogo de identidades reveladas, e ver Bruce nas mãos de Selina ao descobrir que ele é o Batman, o que faz ela se interessar pelo milionário que sai durante a noite como um morcego. Essa provavelmente seria a parte “leve” do filme, para todo o peso de Bane e sua “subida” a destruição de Gotham. Em uma teoria minha, Bane seria escolhido pelo o grupo League of Shadows como o “novo” Ra’s al Ghul, substituindo o vilão que foi morto em Batman Begins. E que forma melhor de subir ao poder e ganhar respeito, do que matar o homem ou “lenda” que derrubou o seu antecessor? Foi mostrado que nas gravações da Índia, uma cena que pode vir a ser a Lazarus Pit, de onde dizem que vem o poder de Ra’s, logo esse “poder” pode muito bem ser algo que viria a ser utilizado como o “Venon” que Bane usa para ficar mais forte. Essa é uma das formas de ligar o clã de ninjas League of Shadows, ao novo vilão já que é o fim da trilogia e as falas de Ra’s narram parte do trailer.

“In Nolan We Trust“ virou um mantra para muitas pessoas depois de Dark Knight e Inception, então é seguro dizer que o filme vai ser um sucesso. A questão sempre em ponto é, “Será melhor que o Dark Knight?”.

Sejamos realistas. O sucesso foi culpa do Joker. Heath Legder deu uma atuação incrível e o roteiro só ajudou a criar um filme quase perfeito (Nolan, POR FAVOR faça cenas de lutas em que a gente possa ver o Batman lutando e não só ver mega closes e sons), e o fato de ser o seu ultimo filme, ajudaram a levar mais pessoas ao cinema. Porém Nolan pode realmente surpreender todos com um novo clássico e mitológico final para a saga de Batman… até a warner lançar em 2014 um novo filme, com um diretor que vai adaptar uma das histórias da revista e todo mundo dizer que o filme não é nada perto dos filmes do Nolan.

P.S: Eu iria escrever aqui sobre a briga que será TDKR e o Avengers, (visto ao teaser que vazou domingo), mas vou esperar sair um vídeo melhor e a Comic Com ao final da semana. Afinal, bate papo nerd de Marvel e DC tem que ser feito no maior “palco” que existe, e definitivamente a Comic Con é isso.