Arquivo

Archive for the ‘Twilight sucks’ Category

Bustos de True Blood

Uma tal de DC direct está criando uns brinquedinhos baseados na série True Blood. Na verdade não são brinquedinhos, são estátuas de alguns personagens da séries. As estátuas são meio gays pra falar a verdade, imagina chegar na casa de um amigo e encontrar na sala dele o Eric por exemplo.

Enfim, mas elas são muito bem feitas e lógico, muito melhor do que bustos de crepúsculo, o que poderia ser bem pior. Os bustos não são finais, as imagens é só pra se ter uma idéia de como eles vão ser.

Californication, ato 3.

californication

“Eu te odeio”.

“Eu também, seu pedaço de merda.”

O fato de esse ser um diálogo entre pai e filha adolescente e a segunda frase ter saído da parte paternal da conversa, faz com que Californication seja a coisa mais legal, suja e pervertida de se ver na TV ultimamente.

A terceira temporada já teve seus quatro primeiros episódios lançados, portanto, inevitavelmente vou falar coisas que já aconteceram, então como diria o presidente aqui do blog: você foi avisado.

Uma primeira olhada poderia deixar os fãs temerosos. Hank Moody (Duchovny cada vez mais perfeito nesse papel, chega a assustar) está longe de Karen e a Mia foi fazer a turnê de promoção do seu livro roubado (na verdade ela foi mesmo beijar lésbicas mutantes em Heroes).  Isso poderia  causar sérios danos à narrativa sexualmente tensa da série, que dependia muito dessas duas personagens.

A solução brilhante? Hank Moody agora é professor, e como não podia deixar de ser, tenta comer sem dó todas as suas alunas. Pertinente, real e perfeito.

Por sinal, é nesse arco da história que rolam uma das cenas mais engraçadas desse reinicio de série. Um personagem tirado diretamente da atual insuportável onda de vampiros emos iniciada por Crepúsculo: o aluno viciado em contos das criaturas da noite que tenta cometer suicídio após Moody, gentilmente, avaliar seus contos. “O mundo não precisa de merdas como Crepúsculo”. Eu juro que abraçaria o roteirista que colocou essa frase na boca de Moody. Simplesmente sensacional.

Igualmente hilária continua a saga de Charlie Runkle, uma espécie de versão drogada de George Costanza. O poço dele parece não ter fim depois de tentar namorar uma atriz pornô, perder a mulher no processo e ainda perder o emprego e virar chacota por se masturbar diariamente no trabalho. Bem, só parece. O cara agora trabalha por comissão e tem uma chefe tarada na casa dos 60 anos que o assedia diariamente. É mole?

Aliás, falando em idosas na TV, lembra do comercial da Havaianas que foi tirado do ar porque uma velhinha fala “sexo”? Bem, fico pensando o que a conservadora TV brasileira acharia quando a chefe de Runkle, no alto de seus 60 anos, diz que sua posição sexual favorita é 69 de pé.

Por essas e outras, reafirmo: Californication é a série mais engraçada da atualidade e para mim, David Duchovny não é sinônimo de Fox Mulder há muito tempo.

True Blood! See you later!

Nada como a gentileza de colocar uma foto grande entre a introdução e o texto para avisar que tem spoillers pra caramba nesse post, não?

true_blood_ver3

Que final sensacional! O fim da saga da Maryann terminou de forma bem empolgante e nos deu uma certeza: SAM MERLOTTE é o verdadeiro fucking hero da série. Nas duas temporadas é ele quem resolve a parada, como uma espécie de artoo-detoo de Bons Tempos. A cena que ele estraçalha a devota de Dionísio é disparada uma das mais bonitas da série, exceto pela parte dele ficar pelado depois.

Algumas pessoas podem ter ficado decepcionadas com o pouco tempo de tela que Eric e A Rainha tiveram. Mas calma. Aqui é tudo bem pensado, não é Crepúsculo. AQUI É TRUE BLOOD, PORRA! (baixou o torcedor de arquibancada). Já li por aí que ainda não vimos nem um décimo do quanto a Evan Rachel Wood pode soar má na série e a tendência é que ela seja uma das grandes ameaças da próxima temporada. Já o Eric, infelizmente a tendência é o personagem ser limado. O próprio criador da série já declarou que essa tensão entre ele e Sookie desvia demais dos planos originais para ambos. Ou seja, pode esperar o grande Merlotte dando cabo do loirão.

No mais, cara, o Jason sendo dominado pela Maryann foi a coisa mais engraçada do episódio. Não dava pra imaginar ele dizendo outra coisa em uma situação dessas a não ser: FUCK YEAH!

O Eggs teve um final digno. Era um personagem que só servia pra deixar a Tara calma e sem xingar meio mundo, o que acabaria com todo o charme dela. Cumpriu seu papel bem e tchau.

Uma última coisa. Já ouviram algumas pessoas falarem em Lobisomens na série? Pois é. Finalmente vamos ver porque são tão temidos e as pessoas até mesmo evitam falar neles, a la Voldemort.

Que venha a terceira temporada!

Traillers do VMA

Um bem legal e outro muito tosco. Olha só como é fácil deduzir qual é qual. 🙂

True Blood Season Finale – O que nos aguarda domingo

Por Bruno Silva

Beyond Here Lies Nothin. Teaser do último episódio da segunda temporada de True Blood, a série mais sensacional da atualidade (depois de Lost, claro). A julgar de onde os caras tiram referências até mesmo para nomear um teaser, dá pra entender porque a série é tão boa.

Crepúsculo não pára de render boas piadas

Por Bruno Silva

Quando eu ouço pessoas dizendo que Crepúsculo é melhor que True Blood, sinto vontade de ser um Scanner e explodir cabeças alheias. Mas notícias como essa me vingam e deixam meu ser em paz. Segundo o Omelete, a diretora do Crepúsculo vai dirigir um filme da Chapeuzinho Vermelho. 

Pensando bem, Chapeuzinho Vermelho deve ser bem mais legal. 🙂

Evan Rachel Wood: rainha.

Por Bruno Silva

Quem acompanha True Blood e sua segunda temporada já deve ter ouvido alguns personagens pronunciarem-se sobre A Rainha. Pois aí está ela: Evan Rachel Wood, irritante em Across the Universe, maravilhosa em O Lutador e, provavelmente, assustadora em True Blood.

Assustadora no bom sentido, claro.